terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Calendarios 2014






sábado, 18 de maio de 2013

Reflexão

ADOTE UM ADULTO



Adote um adulto e ensine a ele coisas que ele já esqueceu.

Você pode adotar seu pai, mãe, tio, um amigo virtual,

marido, namorado ...

O importante é encontrar alguém que precise ser adotado,

precise voltar a ser criança.

COMO ESCOLHER?

Humm!!! é fácil reconhecer os adultos

que mais precisam ser adotados:

eles costumam ser:

ranzinzas,

mal-humorados e

cheios de coisas para fazer.

São sérios demais, vivem reclamando do que fazem,

não gostam de barulho, de música ou de coisas inesperadas.

Odeiam surpresas e geralmente não gostam de

comer doces ou andar descalços.

Aposto que conhecemos muitos assim .....

O QUE FAZER?

Depois que tiver escolhido, chegue perto,

de mansinho e, com muita paciência,

vá ensinando a ele como ser criança outra vez.

Faça um lindo desenho e dê a ele de presente.

Ensine-o a fazer as nuvens crescerem (na imaginação),

aprender a gostar de carinho

(comece com 1, 2, 3 beijinhos, beijo é bom ),

a acreditar em anjos, dragões

(conte-lhes uma história aonde ele será o herói,

e matará o dragão feroz que existe dentro dele)

a chupar pedrinha de gelo,

a olhar o céu, só por um momento ...

O importante, será não desistir ...

e lembre-se, o que é fácil para nós,

pode ser difícil para eles.

Muitos esqueceram a criança que existe dentro de cada um...

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Planos de aula com a utilização de elementos do circo






Objetivos gerais
• Ampliar conhecimentos sobre o circo e seus personagens
• Ampliar expressão corporal
• Desenvolvimento da autonomia
• Sete encontros desencadeadores



1º Encontro – O circo e os palhaços


1. Roda de conversa
: a partir das imagens, conversar com as crianças sobre o circo e seus personagens, mais especificamente o palhaço.

Objetivos (que a criança seja capaz de...)

• Observar as imagens mostradas e se manifestar sobre o que vê.
• Contar o que sabe sobre os palhaços: quem são, como são, o que fazem.

Desenvolvimento (o que e como pretendo encaminhar a atividade)

• Organizar a sala, deixando algumas possibilidades de atividades diversificadas.
• Colocar um nariz de palhaço e convidar a todos para que se sentem em roda.
• Esperar para ver se as crianças têm alguma reação frente ao nariz e conversar sobre ele.
• Perguntar quem já viu um palhaço e pedir para contar sobre ele.
• Fazer perguntas mais diretas para que as crianças respondam.
• Mostrar o livro Circo, atentando para as imagens e estimulando-os a falar por meio de algumas perguntas e comentários.


2. Fazendo caretas
: depois de terem o rosto pintado, fazer caretas e observá-las no espelho da sala. Fotografar as caretas das crianças.

Objetivos
• Interessar-se em maquiar-se ou em participar da proposta.
• Imitar as caretas do professor ou as caretas dos palhaços observados no livro.
• Observar-se no espelho fazendo as caretas.
• Tentar reconhecer que sentimentos ou sensações estão relacionados às caretas.
• Divertir-se fazendo caretas.

Desenvolvimento
• Convidar uma das crianças a se maquiar como os palhaços e maquiá-la de forma que as outras crianças vejam e sintam vontade de se maquiarem também.
• Pedir ajuda da professora para organizar as crianças e maquiá-las em frente ao espelho, de forma que possam observar-se.
• Atentar para as caretas que fazem e sugerir que imitem uns aos outros.
• Convidá-los a fazer caretas de tristeza, alegria, braveza, sono, etc.

Recursos utilizados
• Livro com imagens de circo; maquiagem de palhaço não-tóxica; espelho.

Possíveis desdobramentos
• Leitura de novas imagens / caixa de imagens.
• Jogo tipo "Siga o Mestre" de caretas, ou jogo de adivinhar "Qual é a Careta".
• Cantos de maquiagem e fantasia de palhaço.



2º Encontro – Brincadeiras de circo

1. Sessão de vídeo
Objetivos
• Apreciar as imagens do vídeo e ver como é um circo.
• Conhecer quem são os seus personagens.
• Observar os movimentos realizados pelos personagens.

Desenvolvimento

• Passar trechos do vídeo nomeando os personagens e chamando a atenção para seus movimentos.
• Escutar os comentários que as crianças fazem. Depois conversar com o grupo, perguntando o que eles observaram, o que mais gostaram.


2. Brincadeira de circo

Objetivos
• Imitar os movimentos dos personagens do circo.
• Divertir-se ao imitar os personagens.

Desenvolvimento
• Organizar no parque ou solário alguns materiais como cordas, bambolês, caixotes, bolinhas, colchões.
• Realizar movimentos semelhantes aos observados no filme e propor que as crianças imitem.
• Colocar música de circo ao fundo.

Recursos utilizados
• Cordas, bambolês, colchonetes, caixotes, bolas de vários tamanhos, video­cassete e TV.

Possíveis desdobramentos
• Passeio ao circo.
• Organizar brincadeiras de circo para as crianças brincarem: esticar panos coloridos na sala imitando a tenda e disponibilizar os objetos.
• Ouvir CD com músicas do circo.




3º Encontro – Acrobacias

1. Apreciação de imagens e conversa
Objetivos
• Conhecer os movimentos desses artistas.

Desenvolvimento
• Levar um boneco de pano e imagens de acrobatas em uma caixa-surpresa.
• Apreciar as imagens e relembrar os movimentos dos acrobatas vistos no filme.
• Repetir os movimentos com o boneco para ajudar as crianças a relembrarem.


2. Acrobacias

Objetivos
• Realizar movimentos que se aproximem dos movimentos dos artistas: rolar, dar cambalhotas, rolar sobre bolas.

Desenvolvimento
• Organizar na área externa colchões, para que as crianças possam realizar alguns movimentos, e bolões, para que rolem por cima.

Recursos utilizados
• Colchonetes, bolões de parque, imagens de acrobatas, boneco de pano.

Possíveis desdobramentos
• Confeccionar um boneco de arame e pano para cada criança e propor situações de brincadeira com eles.
• Jogo de "Siga o Mestre".
• Circuitos.



4º Encontro – Ponta dos pés, saltos e piruetas: a bailarina


1. Apreciação de imagens e conversa

Objetivos
• Conhecer os movimentos desses artistas.

Desenvolvimento
• Levar uma boneca bailarina de pano ou fotografia em uma caixa-surpresa.
• Perguntar para as crianças se elas lembram como faz a bailarina.
• Mostrar outras imagens e relem­brar os movimentos, nomeando-os.


2. Dançando como as bailarinas do circo


Objetivos
• Realizar movimentos que se aproximem dos movimentos dos artistas: andar na ponta dos pés, saltitar e girar.

Desenvolvimento

• Colocar uma sapatilha e propor um jogo em que as crianças imitem os movimentos que o professor fizer.
• Deixar que dancem à vontade músicas lentas e rápidas.

Recursos utilizados
• Aparelho de som, sapatilha, boneca, imagens de bailarina.

Possíveis desdobramentos• Ver trechos de filmes de espetáculos de dança.
• Cantos de fantasia e maquiagem.
• Momentos de dançar músicas diversas.




5º Encontro – Brincando de malabarista e equilibrista

1. Apreciação de imagens e conversa

Objetivos
• Conhecer o que esses artistas fazem no circo.

Desenvolvimento
• Levar imagens de equilibristas e malabaristas e apreciá-las identificando os movimentos, instrumentos utilizados, as roupas.


2. Brincando de malabarista

Objetivos
• Lançar objetos de diversas maneiras: forte, fraco, alto, a curta distância, a longa distância etc.
• Lançar objetos uns para os outros e tentar apanhar.

Desenvolvimento
• Convidar as crianças a explorar possibilidades de lançamento de objetos.
• Primeiro fazer uma roda e jogar uma bola grande e leve de uma para outra criança.
• Experimentar jogar bolinhas de diversas maneiras, para cima, para longe, contra a parede etc.
• Deixar que as crianças brinquem à vontade.

Recursos utilizados
• Bola grande e leve, bolinhas individuais, imagens de malabarista.

Possíveis desdobramentos
• Confeccionar garrafas e tubos coloridos e propor novos jogos que exijam novas formas de lançamento com os diferentes objetos.
• Equilibrar diferentes objetos: copos de iogurte, bandejas de isopor, caixinhas de embalagem.




6º Encontro – Brincando de trapezista


1. Apreciação de imagens e conversa

Objetivos
• Conhecer os movimentos desses artistas.

Desenvolvimento
• Levar um boneco trapezista em uma caixa-surpresa.
• Perguntar se as crianças se lembram desse artista.
• Mostrar outras imagens de trapezistas e observar os instrumentos, as roupas, os movimentos.



2. Trapezistas mirins

Objetivos
• Realizar movimentos dos artistas: balançar sentado e segurando uma corda; se dependurar com as duas mãos e balançar; se dependurar com uma só mão e com as pernas com ajuda dos adultos.

Desenvolvimento
• Organizar na área externa: cordas, balanços e trapézios.
• Dar modelos do que as crianças podem fazer e ajudá-las a explorar os brinquedos.

Recursos utilizados
• Cordas, balanças e trapézios; imagens e boneco trapezista.

Possíveis desdobramentos

• Confeccionar trapézios.
• Fazer trapézios para os bonecos de arame.




7º Encontro – Os bichos do circo

1. Apreciação de imagens e conversa

Objetivos
• Conhecer os movimentos dos animais no circo.

Desenvolvimento
• Levar imagens de animais no circo: elefantes sobre duas patas, cavalos correndo, cachorrinhos fazendo acrobacias, leões e tigres saltando obstáculos.


2. Correria de bichos


Objetivos
• Andar e correr sobre quatro apoios, como os bichos.

Desenvolvimento
• Confeccionar máscaras de bichos e deixar que as crianças escolham qual animal querem ser.
• Propor brincadeiras em que as crianças devem andar e correr como os bichos.

Recursos utilizados
• Imagens e máscaras.

Possíveis desdobramentos

• Confeccionar bichos grandes nos quais as crianças possam subir, para alimentar a brincadeira.
• Corrida de Bichos.

_____________________________________

quarta-feira, 24 de abril de 2013

12 de maio dia das mães


"Mãe: palavra pequena, mas com um significado infinito, pois quer dizer amor, dedicação, renúncia a si própria, força e sabedoria. Ser mãe não é só dar a luz e sim, participar da vida dos seus frutos gerados ou criados. Obrigado por termos você."
Mãe: Palavra pequena, mas com um significado infinito, pois quer dizer amor, dedicação, renúncia a si própria, força e sabedoria. "

Dedico a minha querida mamãeTE AMO MÃE